A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (1º de abril), em caráter conclusivo, proposta do Senado (PL 5746/09) que institui a data de 25 de julho como Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A proposta segue para sanção presidencial.

O relator do projeto, deputado Evandro Milhomen (PCdoB-AP), ressalta que Tereza de Benguela foi uma líder quilombola que viveu no Mato Grosso do Sul. “Sob sua liderança, o Quilombo Quariterê resistiu à escravidão por duas décadas, e sobreviveu até 1770”, sustenta.

América Latina

A autora do texto, ex-senadora Serys Slhessarenko, destaca que, em toda a América Latina, apenas o Brasil ainda não comemora o Dia Internacional da Mulher Negra em 25 de julho. “É preciso criar um símbolo para a mulher negra, tal como existe o mito Zumbi dos Palmares. As mulheres carecem de heroínas negras que reforcem o orgulho de sua raça e de sua história”, sustenta.

A comissão aprovou também o PL 5371/09, da deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP), em análise conjunta, que inclui, no calendário comemorativo nacional, o dia 25 de julho como Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Fonte: http://www2.camara.leg.br

Íntegra da proposta:

O rap feminista de Cuba

Elas são rappeiras, veganas, pretas e feministas. Krudas Cubensi vem para o Latinidades trazer as rimas de Cuba para mostrar que a arte é uma forma de luta contra a opressão e também para celebrar a vida

Black Alien na área

Dia 27 de julho a Área Externa do Museu da República vai abrigar o show de um dos rappers mais talentosos do Brasil.

Latinidades, Rosa dos Ventos e São Batuque

Depois da parceria de sucesso em 2012 com o Festival Cena Contemporânea, Latinidades agora vai fazer três dias da sua programação na Funarte, em parceria com o Festival São Batuque, da produtora Rosa dos Ventos, por meio do edital de Ocupação Funarte 2013.

Projeto Tem Dendê faz oficina e vivência no Latinidades

Tem Dendê é um projeto que tem como objetivo um encontro de ancestralidades, a partir de um ano de aulas de capoeira angola aliadas a diversas atividades em cinco casas de santo do Distrito Federal. O público-alvo são crianças das periferias e atualmente está sendo...

Dj Donna e ShiiiU

A Donna do pedaço Nascida em Brasília, Dj Donna começou sua carreira como artista plástica, participando de instalações com o DJ Isn't no Lounge Cabelo (pista de dança com interatividade entre público, DJ e artes visuais) em...

Veja a Praça do Museu da República em dias de shows

Nos dias 26 e 27 a programação cultural do Latinidades acontece na Praça do Museu da República: Roda de Capoeira e de Break, desfiles, basquete, skate e diversos shows vão mostrar um pouco da afrolatinidade de noss@s artistas.

Literatura preta no ar!!!

Conceição Evaristo, Roberta Estrela D’Álva, Andressa Marques, Allan da Rosa, Giovanino di Ganzá e Priscila Preta fazem parte do time literário que comanda a programação do Latinidades no dia 24 de julho, no Auditório do Museu Nacional.